5 Coisas Proibidas para um Médico fazer na internet

            Você sabia que existe um manual que estabelece diversas regras para o marketing médico? Ele foi criado pela CODAME (Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos) e tem como objetivo manter a ética dentro da profissão.

Por isso, se você deseja divulgar seus serviços ou sua clínica pela internet, tem que prestar muita atenção nas regras, ou seja, no que você pode ou não fazer.

Para facilitar um pouco esse caminho, preparamos uma lista com 5 coisas que um médico não deve fazer na internet. Então, leia todas até o final para ter certeza de que o seu marketing médico está sendo feito da maneira correta e dentro das normas.

Confira a seguir 5 coisas proibidas para um médico fazer na internet

            1- Postar fotos de pacientes

            Essa prática é mais comum na área da cirurgia plástica, na qual os médicos gostam de postar fotos de antes e depois. No entanto, a dermatologia, a metabologia e a endocrinologia também utilizam esse recurso.

O manual reprova esta conduta, pois há o entendimento de que, ao publicar a foto do paciente para divulgar o seu serviço, você o está expondo. Também não é permitido divulgar vídeos de cirurgias ou tratamentos, assim como não se deve fazer referências a casos que possam ser identificados.

2- Indicar medicamentos

            Aqueles médicos que gostam de promover remédios supostamente inovadores e revolucionários devem saber que não é permitido indicar publicamente qualquer tipo de medicamento, aparelho ou outros produtos médicos.

Essa proibição ocorre porque, para indicar um remédio que poderá de fato gerar efeitos positivos, é necessário ter uma consulta com cada paciente a fim de avaliá-lo e assim receitar algo que seja específico para ele.

3- Divulgar estudos que não foram comprovados

            Alguns médicos amparam suas falas em estudos duvidosos, o que é totalmente proibido. Só é possível divulgar uma pesquisa se ela for comprovada cientificamente, não apenas com indícios. Esse tipo de divulgação é sensacionalista e geralmente ocorre para promover algum produto.

4- Fazer promoções de consultas, exames e tratamentos

            Hoje em dia, existem muitas clínicas populares, ou seja, clínicas com preços mais acessíveis para consultas, exames e tratamentos. Entretanto, divulgar os preços e promoções não é permitido pela CODAME.

Ela estabelece isso porque considera inconveniente a divulgação dos preços populares, já que muitas promoções realizadas acabam tendo valores muito inferiores aos que são determinados pela Associação Médica Brasileira.

5- Postar fotos de pacientes celebridades

            Com a era das redes sociais, existem milhares de influencers que realizam procedimentos estéticos e gostam de divulgá-los pela internet. Tudo bem eles fazerem isso, afinal, estão no direito deles de postar algo de forma voluntária.

Todavia, o médico não pode fazer o mesmo, por mais que isso lhe dê visibilidade. Este profissional deve sempre prezar pela privacidade do paciente, mantendo o sigilo profissional e respeitando o anonimato dos indivíduos.  Portanto, nada de postar fotos de celebridades em seu site, rede social ou outra mídia.

            Existem ainda outros detalhes e aspectos importantes que devem ser considerados antes de iniciar a sua divulgação online. Por isso, o ideal é que você contrate uma agência que seja especializada em marketing médico e saiba exatamente o que você pode fazer e como fazer.

Entre em contato com a Olhar Clínico e veja tudo o que podemos oferecer ao seu negócio!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *