Por que médicos devem participar do LinkedIn?

O LinkedIn é uma rede social de negócios criada no ano de 2003 inicialmente com o objetivo de aumentar as possibilidades de networking entre profissionais de diversas áreas, além de empresas e pessoas que estivessem procurando novos trabalhadores.

Em 2017, ela atingiu a marca de 500 milhões de usuários no mundo todo, estando disponível em 24 línguas e com diversos recursos para potencializar a  interação profissional, como uma página que possibilita a criação de artigos, semelhante a um blog (LinkedIn Pulse), páginas corporativas (Company Page) e diversos grupos para interação entre os membros.

Atualmente é uma ferramenta muito utilizada por pessoas que procuram se recolocar no mercado de trabalho ou encontrar uma nova empresa, por aqueles que querem estabelecer contatos e também por empreendedores que buscam parcerias.

Apesar de estratégias como o LinkedIn serem mais usadas por pessoas relacionadas às áreas de administração, finanças, economia e tecnologia da informação, seu uso no ramo da medicina é bastante significativo: existem mais de 87 mil médicos cadastrados no Brasil e mais de 10 mil empresas cadastradas na área.

 

Por que médicos devem participar do LinkedIn?

Um dos melhores motivos para o uso dessa rede social é expandir os contatos, tanto entre colegas da área da saúde, quanto com companhias – que vão de hospitais a empresas farmacêuticas, ou até mesmo aquelas que necessitam de profissionais da medicina em seus quadros de funcionários.

Além disso, é possível aumentar as conexões a partir de contatos conhecidos, o que pode ser bastante vantajoso, já que falar com um antigo colega da faculdade, por exemplo, pode ser uma ótima maneira de encontrar uma referência para quando for mudar de cidade ou indicar para um emprego.

 

Como participar?

Para participar dessa rede e usufruir de todos os seus benefícios, é necessário realizar um cadastro simples, com informações de nome, e-mail e residência.

O próprio sistema realiza as primeiras conexões entre você e os contatos que já possui no e-mail informado, além de poder relacionar pessoas adicionadas no Skype e em outras redes sociais.

Após, é preciso preencher o perfil da melhor maneira, para que fique atrativo aos “headhunters” – especialistas na busca de profissionais para trabalhar nas empresas.

Um perfil atraente deve conter um resumo das principais habilidades do usuário, assim como os empregos mais relevantes, interesses, além de uma boa foto.

A criação de um perfil no Pulse pode ser muito interessante, já que lá é possível demonstrar suas habilidades e seus conhecimentos com a escrita e publicação de artigos.

Caso você possua uma empresa na área médica, o ideal é investir em uma Company Page e selecionar uma equipe habilitada para recrutar os melhores profissionais.

Fique atento às oportunidades que surgem na área médica e crie logo seu perfil no LinkedIn! Assim você saberá das novidades mais importantes das empresas do ramo, poderá estabelecer contatos importantes com grandes nomes da medicina e encontrar as melhores oportunidades para crescer como profissional!

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *